ENFRENTAR E VENCER FANTASMAS: EDUCAÇÃO E ÉTICA EM ÁFRICA

Eduardo Oliver

Resumo


A ética é um desafio fundamental para a educação africana. Um comportamento ético está na base dos dinamismos do correcto crescimento humano. Urge enfrentar os obstáculos que se encontram no caminho da educação em ética nos contextos africanos, desde as peculiaridades e as dificuldades reais que podem ser encontradas. A tarefa de construção de uma ética cordial africana faz-se desde o pensamento pós-colonialista, numa primeira fase, na crítica do poder e da raça (com uma dimensão política) e na segunda, na ascensão das sinergias para construção identitária (provindas do espirito de indocilidade e resistência africanas com uma dimensão moral). Portanto, recuperar a comunalidade (ubuntu) e enfrentar os abusos do poder, a desordem e o medo, assim como as tendências a reduzir o valor desde a perspectiva do benefício económico e da violência, são alguns dos aspectos que esta ética pode integrar. É também importante orientar os processos educativos a partir da estima de valores construtores de humanidade e afirmadores de dignidade.

 

Palavras-chave: Identidade; educação; ética cordial; pós-colonialismo; cidadania afropolita.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.