Táxis-Bicicleta e o Desenvolvimento sócio- económico da Cidade de Quelimane

Pedrito Cambrão, Genilson Monteiro

Resumo


Na cidade de Quelimane, a falta de emprego formal e a premente necessidade de auto- sustento e/ou sustento familiar e, não só, tem sido, de certa forma, um imperativo para o aparecimento de actividades alternativas, na sua maioria informais. O presente artigo, é um estudo sobre uma destas actividades, a dos Táxi-Bicicletas, que é praticada nas principais ruas e mercados da cidade de Quelimane, táxis estes que são incontornáveis no que tange ao transporte de pessoas e cargas. Quisemos perceber o seu contributo, ou mais-valia, para o desenvolvimento sócio-económico das pessoas que a praticam e para a cidade de Quelimane. Para a sua efectivação, metodologicamente, optou-se por pesquisa exploratória do paradigma qualitativo, onde foi pertinente, também, a aplicação da pesquisa bibliográfica. Os instrumentos de colecta de dados respeitaram a análise de documentos, a observação participante e as entrevistas semiestruturadas, entre historiadores, praticantes desta “profissão” e autoridades que a regulam. A conclusão a que se chegou é de que, com esta actividade, para além de se contribuir para o auto-sustento/emprego dos praticantes e subsidiários, surgem, também outras actividades como, oficinas de reparação e manutenção de bicicletas, lojas de acessórios para as mesmas e alguns parques de estacionamento, gerando assim diversos e muitos postos de empregos, não só para os praticantes, como também para muitas pessoas que fazem parte desta cadeira de serviço, contribuindo, obviamente para o desenvolvimento da cidade de Quelimane e para a rede de pessoas envolvidas nesta actividade.

Palavras-chave: desenvolvimento; emprego informal; táxis-bicicleta.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.