A AGRICULTURA DE CONSERVAÇÃO E A SUA SUSTENTABILIDADE SOCIAL

Albertina Barbito, Leonorah Tendayi Nyaruwata

Resumo


A agricultura de conservação (AC) é um sistema agrícola que utiliza um conjunto de técnicas agrícolas que têm como função proteger o solo da erosão, melhorar a fertilidade do solo, aumentar a sua rentabilidade, contribuindo para a proteção do meio ambiente, melhorando deste modo a sustentabilidade social. Apesar de se praticar a Agricultura de Conservação em Moçambique, desde 1996, Moçambique ainda enfrenta situações de pobreza extrema. Face a esta situação, apesquisa teve como objectivo examinar até que ponto a agricultura de conservação pode aliviar a pobreza em Moçambique. A questão central foi a seguinte: Como a Agricultura de Conservação podeser uma resposta sustentável perante situações de pobreza? Trata-se de um estudo de caso, utilizando uma abordagem mista na qual foi usada a técnica de amostragem não probabilística (por conveniência) e probabilística aleatória simples. Ambas tiveram como recurso o questionário.Noestudo qualitativo os dados foram gerados por meio de perguntas abertas, através de entrevistas, observações participantes, discussões de grupos focais e análise de documentos. No estudo quantitativo os dados foram colectadose analisados por meio de tabelas e cálculos efectuados de acordo com os resultados. O estudo comparou a agricultura de conservação com a agricultura tradicional (AT), para a produção das culturas de milho, mapira e feijão, de 1997 a 2012, em duas comunidades rurais, pertencentes ao Distrito de Chibabava, província de Sofala. Os resultados mostraram que a Agricultura de Conservação (AC) é uma estratégia que se revela sustentável para dar uma resposta social positiva às situações de pobreza absoluta em que se encontra a maioria dos moçambicanos.

Palavras-chave:Agricultura de Conservação (AC), Agricultura Tradicional (AT), pobreza, mudanças climáticas e produtividade.

Abstract
Conservation agriculture (CA), is an agricultural system that uses a set of agricultural techniques which function to protect the soil from erosion, improve soil fertility, increase its profitability, contributing to environmental protection, improving this to social sustainability. Although this has been practice of Conservation Agriculture in Mozambique since 1996, Mozambique still faces extreme poverty. Given this situation the research aimed to examine the extent to which conservation agriculture can alleviate poverty in Mozambique. The central question was: How the Conservation Agriculture can alleviate poverty? This is a case study using a mixed approach in which we used the sampling technique not probabilistic (for convenience) and simple random probability. Both had the appeal questionnaire. In qualitative study data were generated through open questions, through interviews, participant observation, focus group discussions and document analysis. In quantitative study data were collected and analyzed by means of tables and calculations carried out according to the results. The study compared the conservation farming with traditional agriculture (AT), for the production of maize, sorghum and beans from 1997 to 2012 in two rural communities belonging to Chibabava district, Sofala province. The results showed that the Conservation Agriculture (CA) is a strategy that can alleviate poverty.

Keywords: Conservation Agriculture (CA), Traditional Agriculture (TA), poverty, climate change and productivity


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.