O Turismo como Estratégia Privilegiada para promover um Desenvolvimento Social Inclusivo - Estudo multi-caso (Pemba, Moçambique)

Arsília Maiela, Fernando Canastra

Autores

  • Universidade Católica de Moçambique

Palavras-chave:

Turismo, Desenvolvimento Social, Qualidade de Vida, Actores Locais, Direitos Culturais

Resumo

A Organização Mundial de Turismo (OMT, 1996), organização que superintende o turismo, realça o papel desta actividade humana como sendo uma das actividades promissoras no campo do desenvolvimento económico e social. Por sua vez, o Relatório de Desenvolvimento Humano (RDU, 2013) considera que o “desenvolvimento social” visa melhorar os indicadores de bem-estar económico e social e aumentar a qualidade de vida das pessoas e das comunidades. É neste contexto que se inscreve o presente estudo, procurando explorar as potencialidades desta relação. O principal objectivo do estudo foi perceber como é que os diversos actores locais participam neste processo de desenvolvimento do turismo. Neste sentido, optámos por um estudo multi-caso, recorrendo a um conjunto de técnicas de recolha e análise de dados: análise documental, entrevistas semi-estruturadas e observação não participante. A resposta, dada à problemática em estudo, sugere que as comunidades locais tendem a não ser envolvidas neste processo, como actores que devem tomar parte activa na tomada de decisão. Com efeito, o investimento no turismo, como estratégia de desenvolvimento social inclusivo, passa, inevitavelmente, pelo modo como os diversos actores, implicados neste processo, são chamados a participar enquanto “actores capazes”, reconhecendo-lhes os seus direitos culturais.

The World Tourism Organization (UNWTO) which regulates tourism, distinguishes the role of this human activity as being a promising activity within the field of economic and social development. The Human Development Report (2013) considers ‘social development’ as a mechanism for improving the indicators of social and economic well-being and quality of life of people and their communities. It is within this context that this study aims to explore the potential of this relationship.  The principal objective of this study was to understand how various local actors participate in the process of tourism development. We chose a multi-case study methodology using a set of data collection and analysis instruments: document analysis, semi-structured interviews and non-participant observation. Findings indicate that local communities tend not to be involved in tourism development process as actors who ought to take part in the decision-making process. Investment in tourism as a viable socially inclusive development strategy is, in reality, related to the way in which participants are only involved, and their cultural rights respected,  when they are perceived as ‘capable actors’ in the process.

Ficheiros Adicionais

Publicado

01-11-2022

Artigos Similares

<< < 5 6 7 8 9 10 11 > >> 

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>